Tags

, , , , ,

O que leva uma pessoa a sair pelo mundo a pedalar sem destino e sem tempo previsto? Estas são algumas perguntas que sempre atormentam a mente de muitos ciclistas. Para algumas pessoas, aqueles que decidem cair no mundo e tornar este sonho realidade são verdadeiros loucos e/ou desocupados. Para outros, é falta do que fazer na vida e também classificam como loucos quem faz isto. Para uma significativa parcela de ciclistas, trata-se de um desejo, ter um pouco de liberdade para sair da vida normal, comum, cotidiana.

Mas como nos lembra um grande poeta baiano contemporâneo, Raul Seixas, que dizia o seguinte em uma de suas clássicas músicas, Ouro de tolo: Eu devia estar contente
porque eu tenho um emprego, sou um dito cidadão respeitável e ganho quatro mil cruzeiros por mês… Realmente, eu devia estar contente por ter tudo isto, mas paro e reflito o restante da letra desta música quando o mesmo “Raulzito” afirma:

Ah! Mas que sujeito chato sou eu
Que não acha nada engraçado
Macaco praia, carro, jornal, tobogã
Eu acho tudo isso um saco

É você olhar no espelho
Se sentir um grandessíssimo idiota
Saber que é humano, ridículo, limitado
Que só usa dez por cento de sua
Cabeça animal
E você ainda acredita que é um doutor, padre ou policial
Que está contribuindo com sua parte
Para nosso belo quadro social

Eu que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada cheia de dentes
Esperando a morte chegar

Porque longe das cercas embandeiradas que separam quintais
No cume calmo do meu olho que vê
Assenta a sombra sonora de um disco voador.

Porque estou escrevendo tudo isto? Esta semana conheci três novos amigos e dei guarida para eles por dois dias. Estavam viajando pela América do Sul: os argentinos Tomás Gloviar e Adrian Zurbringgen e o israelense Yehonatan Herbelin. Cada um com destinos diferentes, or acaso se encontraram na estrada e por acaso foram para em minha casa. Conversamos sobre a aventura de cada um e o sentido de cair na estrada de bicicleta.

Tomás e Adrian estão pedalando há cinco meses, o primeiro saiu de Córdoba e tem como destino o litoral da América do Sul e Central; já o segundo saiu de Buenos Aires e tem como destino o Alasca. Yehonatan está há mais tempo na estrada, aproximadamente sete meses, saiu do Chile e pretende chegar ao México. Os Três se encontraram no Brasil, sendo que o mais recente a se incorporar ao grupo foi o Tomás que encontrou a dupla em Belmonte, aqui na Bahia. Hoje eles seguiram viagem em direção a Serra Grande e Itacaré. Boa viagem “ermanos” e “mi casa es tu casa” e estará sempre à disposição.

Com a letra de outro poeta brasileiro, Milton Nascimento em Encontro e despedidas, deixo as saudações aos cicloturistas: Mande notícias do mundo de lá, diz quem fica… Coisa que gosto é poder partir sem ter planos, melhor ainda é poder voltar quando quero…

Adrian e Tomás após chegarem lá em casa.

Adrian e Tomás após chegarem lá em casa.

Yehonatan provando um café.

Yehonatan provando um café.

Fazendo reparos nas bicicletas com o "Mestre" Ailton, da Probike.

Fazendo reparos nas bicicletas com o “Mestre” Ailton, da Probike.

Arrumando as malas para pegar a estrada. Tomás pedala uma bike feita de bambu e fibra de vidro.

Arrumando as malas para pegar a estrada. Tomás pedala uma bike feita de bambu e fibra de vidro.

Respeite o ciclista, este é o nosso lema, agora percorrendo o mundo.

Respeite o ciclista, este é o nosso lema, agora percorrendo o mundo.

Tomás arrumando a bike para a partida.

Tomás arrumando a bike para a partida.

Adrian ajeitando a sua magrela.

Adrian ajeitando a sua magrela.

A bike de bambu de Tomás.

A bike de bambu de Tomás.

Engarrafamento de bikes na saída do prédio.

Engarrafamento de bikes na saída do prédio.

Yohnatan, Yolanda e a nossa camisa da romaria ao Bom Jesus da Lapa seguindo viagem com os novos amigos.

Yohnatan, Yolanda e a nossa camisa da romaria ao Bom Jesus da Lapa seguindo viagem com os novos amigos.

Trio pronto para enfrentar a estrada novamente, após dois dias em Ilhéus.

Trio pronto para enfrentar a estrada novamente, após dois dias em Ilhéus.

E lá se vão os ciclistas. Mandem notícias do mundo de lá...

E lá se vão os ciclistas. Mandem notícias do mundo de lá…

 

 

Anúncios